POR QUE NÃO A PROGRAMAÇÃO INFANTIL?

Desde o fim da TV Globinho na semana passada para dar espaço ao “Encontro com Fátima Bernardes”, SBT, Bandeirantes, TV Cultura (SP) e TV Brasil (RJ/DF) disputam o interesse do público infanto-juvenil na programação matinal. A emissora de Silvio Santos vem ganhando com vantagem das demais, inclusive ficando em primeiro lugar em audiência com média de 7 pontos.

Bozo

Bozo, sucesso no SBT de 1981 a 1991

A tradição do SBT não vem de hoje. As décadas de 80 e 90 foram as mais produtivas e diversificadas quando o assunto era programas infantis. Bozo, Mara Maravilha, Vovó Mafalda, Mariane, Sérgio Mallandro e Simoni são os nomes que divertiram às crianças durante aquele período. Um grande acervo de seriados, novelas infantis e desenhos animados também ajudou na programação da então chamada TVS, sempre ao lado do bom e velho Chaves, exibido até hoje na grade do canal.

castelo-ra-tim-bum

Castelo Ra-Tim-Bum, produzido pela TV Cultura entre 1994 e 1997.

Outra com tradição em infantil foi a TV Cultura que desde a década de 90 experimentou o sucesso com o Ra-Tim-Bum, programa dirigido por Fernando Meirelles, que transformou-se em uma marca tão poderosa que dá nome hoje até ao canal infantil por assinatura. Mundo da Lua, Castelo Ra-Tim-Bum, GlubGlub, X Tudo e Cocoricó são outros títulos produzidos pela emissora com excelente qualidade que além de divertir também educava.

A televisão aberta da sinais de carência em razão da falta de investimento na programação infantil se comparado aos anos anteriores. O SBT limitou suas atrações em estúdio, sem auditório e o apresentador é uma mera ponte entre desenhos animados e atendente de telefone para sorteio de prêmios. O “Quintal da Cultura”, embora seja uma atração interessante não traz a magia e o fôlego de outras produções da casa. A novela Carrossel é o exemplo oposto que trouxe para as 20h um público que até então estava sintonizado na tv por assinatura ou realizando alguma tarefa que não seja assistindo televisão, alavancado e a mantendo a vice liderança do SBT.

Na briga pela audiência cabe às emissoras enxergar as lacunas existentes na programação e apresentar novas atrações no gênero. Independente da linha adotada (pública ou privada), o investimento em programação infantil terá como fruto a manutenção do hábito de assistir televisão aberta e possibilitará novos negócios tanto no desenvolvimento de programas quanto em retorno de anunciantes.

Fernando Dibb

Anúncios
Esse post foi publicado em Critica TV, Televisando e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para POR QUE NÃO A PROGRAMAÇÃO INFANTIL?

  1. Márcio disse:

    Se a falta de programas infantis afastasse as crianças da televisão seria ótimo!!!

    • Olá Márcio, obrigado por participar do BlogTelevisando.

      A televisão não é maléfica! Você, eu e uma série de pessoas foram criadas e porque não dizer “afalbetizadas” pela TV. Esse potencial deve ser explorado, tanto comercialmente como para educação. A criança sempre terá o fascínio por esse aparelho, seja em programas de adulto ou infantis. Porque não utilizarmos isso a favor delas?

  2. Marcelo Machado disse:

    Ah, sinto falta dos bons programas de auditória e das gincanas como Passa ou Repassa. Parece que desistiram mesmo do público infantil e se deixaram vencer pelos games e computadores! Uma lástima! Esses dias andei assistindo Caça Talentos, com a Angélica, no Canal Viva e pude sentir saudades da minha infância. Acho que agora é o momento das “outras” emissoras investirem pesado no ramo e descobrirem novos nomes e desenhos mais interessantes para alancar a lacuna em aberta!

    • Oi Marcelo, obrigado por participar do BlogTelevisando.

      Também sinto falta destes programas. Os que existem no ar hoje não transmitem àquela emoção do passado. E existe aquela tradição que programa de auditório bem feito é pelo SBT.

      Está ai uma boa oportunidade para investimento. É claro que retorno financeiro pode estar comprometendo esse investimento de acordo com as ultimas restrições para a publicidade infantil.

      Mas vamos concordar. É uma grande oportunidade para investir em programa infantil. É só olhar pra trás não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s